quinta-feira, 12 de junho de 2008

Aí vêm os quartos



República Checa 1 - 3 Portugal

Mais uma vitória, venham os quartos de final! E já com a certeza que somos os líderes do nosso grupo e iremos defrontar o segundo classificado do grupo B (Alemanha, Polónia ou Croácia; a Áustria não conta...) na fase a eliminar.

A análise:

Confesso que desta vez não estive tão atento ao jogo, em termos do que a nossa equipa jogou e as dificuldades que teve, etc. Estavam lá todos os colegas do lab e depois ainda chegaram os patrões, por isso o ajuntamento era grande, os comentários e piadas e incentivos e gritos e sei lá mais o quê, não reuniam as melhores condições para se estar atento. Oh pá, e eu com o nervosismo até nem reparei que tinha sido o Quaresma a marcar o terceiro golo, quando ele estava isoladíssimo no relvado...

Em resumo, Portugal marcou cedo por Deco, num golo esquisito à semelhança do segundo golo da Suécia frente à Grécia, no dia anterior. Dez minutos depois os Checos empatam friamente através de um pontapé de canto, onde se pôde ver mais uma vez o Ricardo a esbracejar em pleno voo, com a bola a passar-lhe entre os braços e cabeça (vá, a defesa é que devia ter cortado, era difícil segurar uma cabeçada daquelas, a não ser por instinto). A primeira parte terminou sem grandes coisas.
Na segunda, acho que jogámos melhor, os Checos contra-atacavam com perigo (tapava a cara com o cachecol sempre que uma bola ia disparada em direcção a um dos muitos postes checos na área!). O "Cri Cri" (ouvir RFM) tanto quis mostrar trabalho, a ver se ganha a Bola de Ouro e o prémio da FIFA, que lá conseguiu fuzilar em jeito a baliza do Cech, que tanto teimava em defender os nosso remates. O último golo, a selar o encontro, novamente, resultou de um fabuloso pontapé de livre lançado rápido e longo, pelo Deco, que o Ronaldo recebeu após desmarcação quase a roçar o fora de jogo. Na hora da verdade, graças a Deus, ele viu que podia e devia passar ao Quaresma para um golo fácil.

No fim, acho que é justificada a atribuição do prémio "Man of the Match" ao Cristiano Ronaldo, pelo golo e assistências nos outros dois.

Os golos:


(0-1, Deco, 7')


(1-1, Livor Sionko, 17')


(1-2, Cristiano Ronaldo, 63')


(1-3, Quaresma, 90+1')

O último jogo é "a feijões" mas espero que não seja jogado, por nós, como tal. Os Suíços vão querer despedir-se do seu torneio com uma vitória...

1 comentário:

Rosa disse...

:P acho k nao sao os oitavos que vem ai.. mas os quartos de final :) hehe!! parabens portugal!! continua assim